Oiii, vestibulando(a)! E aí,como você está? Está conseguindo manter o foco até o Enem usando as mesmas técnicas para estudar ou está cansado delas? Se você quiser melhorar o seu desempenho, chegue junto porque esse blog foi feito especialmente para você, bb! 

O que são? Do que se alimentam? Onde vivem?

Métodos de estudos nada mais são do que técnicas e estratégias que você pode usar para melhorar sua performance nos estudos. Eles atuam nas áreas de concentração, memorização, foco, gestão de tempo etc. 

Existem vários métodos de estudo que você pode utilizar, mas, neste blog, vou ensinar sobre 5 deles. Para escolher, é preciso levar em conta seu perfil como aluno e suas necessidades para aproveitar ao máximo o que cada método tem de especial. Vamos lá, my friend? Preste bem atenção!

Método Robinson (EPL2R)

Imagino que você ficou curioso para saber o que essa sigla – que mais parece o nome de um robô do Star Wars – significa. Vem, que vou lhe explicar!

Cada letra indica uma etapa com ações específicas:

– E: Explorar

– P: Perguntar

– L: Ler

– 2R: Rememorar e Repassar

1) Explorar 

O primeiro passo é uma oportunidade para deixar a curiosidade te levar, mais associado ao estudo de um livro-texto (didático ou romance). O intuito é você realmente explorar a obra: qual a intenção do autor? Quais informações ele quis passar com esse conteúdo? O método deseja que você observe a obra como um todo.

2) Perguntar

Após a análise do texto, é a hora de fazer o levantamento das dúvidas e perguntas que possam ter surgido. Este é o momento de questionar tudo que tenha gerado dúvida. O importante é sanar os questionamentos e as dúvidas e não receber passivamente as informações. 

3) Ler 

O passo de leitura, nesse caso, consiste em produzir pensamento crítico através de uma leitura aprofundada. Você deve ser capaz de analisar e resumir, fazendo anotações, grifando e sublinhando as partes importantes do texto durante a leitura. São essas informações que você poderá usar nos momentos de revisão.

4) Rememorar

A hora de relembrar é agora! É interessante que essa quarta etapa seja aplicada a toda mudança de capítulo, por exemplo. Você deve se jogar no resumo mental e na autoexplicação e prestar atenção nas pequenas lacunas que podem ser notadas.

5) Repassar

Nesta etapa, você deve fazer uma análise ainda mais completa de tudo o que estudou. Bote seus resumos, anotações e mapas mentais para jogo e cheque se está tudo em ordem. Vale a pena pedir ajuda aos seus colegas também e fazer debates que enriqueçam ainda mais os estudos de vocês. 

Que legal seria utilizar esse método para estudar sobre as leituras obrigatórias de vestibulares como da USP e da Unicamp, por exemplo! Ou assuntos mais teóricos, como os das áreas de Humanas e Linguagens.

 

Método Pomodoro

Ah, o nosso famoso tomatinho… <3 Esse é um dos métodos mais conhecidos pelos vestibulandos. Ele é, na verdade, um método de gestão de tempo, e a técnica recebeu esse nome porque seu criador utiliza um timer com o formato de um tomate (pomodoro, em italiano).

Para usar essa técnica, o cronômetro será seu fiel escudeiro. Atualmente existem sites e aplicativos com essa função, mas o timer do seu celular já é mais do que suficiente.

Contamos os períodos de tempo da seguinte maneira: 1 Pomodoro = 25 minutos. Anota aí os 5 passos!

1) Escolha o conteúdo que vai ser estudado ou o conjunto de exercícios que você vai realizar utilizando o método.

2) Defina um marcador de tempo com 1 Pomodoro (25 minutos)

3) Fique 100% focado na tarefa escolhida durante esse período.

4) Após cada Pomodoro, faça uma pausa de 5 minutos.

5) A cada 4 Pomodoros completos, faça uma pausa maior, de 15 a 30 minutos.

6) Repita esse ciclo quantas vezes forem necessárias.

Se for mais fácil, faça um esqueminha, no estilo checklist, num papel e vá riscando a lista à medida que for fazendo os Pomodoros. Exemplo:

  • 25 min
  • 5 min
  • 25 min
  • 5 min
  • 25 min
  • 5 min
  • 25 min
  • 15 a 30 min

Para o método ser mais eficaz, evite distrações durante o Pomodoro e não deixe de cumprir os intervalos! Eles que vão lhe dar aquele gás para completar os ciclos com excelência. 

 

Gravações de áudio e autoexplicação

Nem tente menosprezar esse método! Logo você, meu aluno que ama cantar no chuveiro e falar consigo mesmo na frente do espelho!

Os estímulos auditivos são MA-RA-VI-LHO-SOS para ajudar na memorização. Você pode ler o conteúdo ou algum resumo que fez utilizando um dos métodos que a gente já mencionou por aqui em voz alta e gravar o áudio dessa leitura para ouvir depois. 

Esse recurso é perfeito para os momentos de revisão e, além disso, ajuda a otimizar seu tempo. Pense que você terá seu podcast pessoal! Lacre atrás de lacre, né?!

 

Mapa mental

Esse é o queridinho dos vestibulandos que amam lettering e têm mais canetas coloridas e marcadores de texto do que peças de roupa.

É a hora de usar a criatividade! Essa é uma técnica bastante visual e consiste em desenhar esquemas e ramificações sobre um tema central, usando cores e formas para ajudar o cérebro a memorizar e assimilar o conteúdo com maior facilidade. Essa prática desenvolve muitas áreas do nosso cérebro.

Vamos para o passo a passo:

1) No centro de uma folha de papel, escreva o tema que será estudado. De preferência numa cor com pouco destaque.

2) Ao redor, coloque os subtemas, ou seja, os tópicos relevantes do tema que você escolheu.

3) Embaixo de cada subtema, liste as informações mais importantes sobre eles.

4) Caso possível, adicione imagens e desenhos para complementar o mapa mental.

Mais fácil que muita receita de bolo por aí, né?!

 

Estudo intercalado

E, por último, mas não menos importante, o estudo intercalado. 

Como o próprio nome já denuncia, esse método consiste em intercalar os conteúdos tanto de matérias diferentes quanto dentro da mesma matéria. Intercale os assuntos de que você mais gosta com aqueles com os quais tem menos afinidade. Dessa forma, você consegue manter sua mente atenta para quando você retomar o conteúdo em outro momento.

Não é um método complexo e surte bastante efeito, mas exige um pouco de organização. Então é a hora de usar e abusar dos cronogramas, dos horários de estudos e das nossas tão amadas planilhas.

Então, benzinho, dessa vez ficamos por aqui! Espero que você consiga usar esses métodos para ter uma ótima jornada de vestibulando! Vamos jogar duro juntos? Aguardo você, hein?! Até a próxima! <3

 

Comentários