Olá, vestibulando(a)! Seja muito bem vindo(a) a mais um blog da Explicaê!  No blog de hoje, iremos apresentar um pouco da história e do contexto mundial em que ocorreu o atentado do dia 11 de Setembro. E olha, se eu fosse você, já pegava o papel e a caneta pra não perder nada, porque aqui tem muita história! Chega mais e bora lá!

Há exatamente 20 anos atrás, ocorreu um dos mais marcantes acontecimentos do século XXI no ocidente. No dia 11 de setembro de 2001, dezenove integrantes do grupo terrorista Al-Qaeda assumiram o controle de quatro aviões comerciais nos Estados Unidos e chocaram-se contra alguns dos mais importantes edifícios do país.

Dois dos aviões sequestrados colidiram com as Torres Gêmeas, localizadas no grande complexo comercial World Trade Center, em Nova Iorque. O terceiro avião colidiu com um dos setores do Pentágono, a sede do Departamento de Defesa dos Estados Unidos. O quarto avião tinha como alvo o Capitólio, centro legislativo do país. No entanto, esse último avião caiu antes de alcançar esse edifício. Esse atentado resultou em cerca de 3.000 mortes, diversos feridos e em grande perda material.

 

Mas porque a Al-Qaeda realizou esse atentado contra os Estados Unidos?

Para entender as motivações por trás do atentado do dia 11 de setembro, precisamos relembrar de alguns acontecimentos do período da Guerra Fria. Nesse período, a antiga União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) invadiu o Afeganistão. A invasão, no entanto, encontrou uma resistência formada por diversos grupos presentes no país. Osama bin Laden, junto com outros líderes da resistência afegã, atuaram na tentativa de combater a presença soviética no país. Em 1988 surgem os primeiros registros do surgimento de um grupo terrorista chamado de Al-Qaeda. É assim que surge esse tão conhecido grupo terrorista.

Após a saída das tropas soviéticas, no ano de 1989, Osama bin Laden retornou para a Arábia Saudita. No ano seguinte, teve início a Guerra do Golfo Pérsico, um conflito que se iniciou pela invasão do Kuwait pelo Iraque, que no período encontrava-se sob governo de Saddam Hussein. Hussein tinha como objetivo conquistar o controle das reservas de petróleo. Temendo que as tropas iraquianas pudessem avançar sobre a Arábia Saudita, foi montada uma força tarefa contra as tropas do Iraque. Essa força tarefa foi formada pelos Estados Unidos, OTAN e outros países daquela região, e ficou conhecida como operação “Escudo do Deserto”.

 

 

Nesse mesmo período, Osama bin Laden desejava recrutar combatentes árabes para atuar na Guerra do Golfo Pérsico, ideia que foi rejeitada pela liderança do país. Descontente com a recusa e com a presença de tropas estrangeiras, sobretudo, dos Estados Unidos, Osama bin Laden deixou a Arábia Saudita em 1991 e transferiu-se para o Sudão. Simultaneamente, a Al-Qaeda continuou atuante, sobretudo, em estratégias com a finalidade de afastar as tropas estrangeiras da região e de expansão de sua rede.

No ano de 1996, Osama bin Laden deixou o Sudão e retornou ao Afeganistão, onde passou a receber proteção do grupo extremista islâmico Talibã. O Talibã é um grupo fundamentalista religioso fundado por lideranças que atuaram durante a expulsão da URSS do Afeganistão. Nesse mesmo ano, a Al-Qaeda realizou alguns atentados contra os Estados Unidos fora do território americano. Todos esses ataques foram revidados pelos EUA.

Com o início do século XXI, a Al-Qaeda promove um novo ataque, dessa vez, em locais importantes dos Estados Unidos. Foi assim que, no dia 11 de setembro de 2001, 19 membros do grupo terrorista sequestraram 4 aviões americanos e realizaram um dos mais conhecidos atentados terroristas. O ataque às Torres Gêmeas é o episódio mais conhecido desse atentado. O primeiro avião partiu de Boston em direção ao World Trade Center, em Nova York, onde ocorreu a primeira colisão. 17 minutos depois, o segundo voo colidiu com a segunda torre, também partindo de Boston. O impacto provocou sérios danos às estruturas dos edifícios, resultando na explosão das duas torres.

Em resposta, os Estados Unidos iniciaram a chamada “Guerra ao Terror”, um conjunto de ações de combate ao terrorismo. A Guerra ao Terror foi iniciada pelo então presidente George W. Bush, que ordenou a invasão do Afeganistão, com a finalidade de retirada do Talibã do poder e de localizar o terrorista Osama bin Laden. Assim, em 2001, o Talibã perdeu o controle do Afeganistão. No ano de 2004, Osama bin Laden assumiu autoria do atentado, no entanto, a sua localização permanecia desconhecida. Somente em 2011, durante o governo de Barack Obama, a localização de Osama bin Laden foi descoberta – ele se encontrava em uma cidade no Paquistão. A sua morte ocorreu no dia 2 de maio de 2011, e foi publicamente reconhecida pelo grupo terrorista Al-Qaeda.

 

 

Apesar do fim da caçada a Osama bin Laden, as tropas dos Estados Unidos e da OTAN permaneceram no Afeganistão até o ano de 2021. O anúncio da saída das tropas ocorreu no ano de 2020; esse anúncio, permitiu a retomada do poder pelo Talibã em diversas regiões do Afeganistão, permitindo a retomada do poder pelo grupo extremista.

Após o atentado do 11 de setembro, o preconceito contra a população de origem islã tornou-se ainda mais forte. Dessa maneira, a xenofobia e os movimentos anti-islâmicos se disseminaram pelo mundo, sobretudo, nos países europeus e nos Estados Unidos. Com efeito, ocorreu também a ampliação de movimentos terroristas, e, consequentemente, novos ataques.

Alguns ataques terroristas, posteriores ao atentado do 11 de setembro, incluem o ataque contra a sede da revista satírica Charlie Hebdo, localizada na França, no ano de 2015. Nesse ataque, doze pessoas foram mortas, entre essas, oito jornalistas da revista. Outro ataque ocorreu em Manchester, na Inglaterra, durante o show da cantora Ariana Grande, em 2017. Nesse evento, um homem-bomba provocou a morte de vinte e duas pessoas e mais de cem feridos. No mesmo ano, um ataque terrorista ocorreu em Barcelona, na Espanha. Nesse episódio, uma van dirigida por um integrante de um grupo terrorista avançou sobre uma multidão, resultando na morte de 13 pessoas e mais de 100 feridos.

Esse foi um breve giro sobre os acontecimentos que estiveram por trás dos atentados do 11 de setembro. Eu não lhe disse que era uma longa história?

 Para saber mais sobre esse assunto, nós preparamos um vídeo suuuper completo sobre esse tema lá no nosso canal do YouTube!

Por falar no YouTube, aproveita pra nos acompanhar também pelo Instagram! Lá você vai ficar por dentro de todas as nossas novidades. Xero e até o nosso próximo blog! 💛💜

Ahh, acesse a plataforma Explicaê e teste de graça por 7 dias. E caso decida assiná-la, lembre-se de que o cupom VIMDOBLOG garante 10% de desconto em todos os planos. Clique agora no botão abaixo!

cupom-desconto-20-porcento

Comentários