Hoje vamos partir para o mundo hollywoodiano, hahaha. Relaxa, é só para falarmos de arte contemporânea e de como ela pode aparecer no Enem!

 

A arte contemporânea surge, entre as décadas de 60 e 70, e tem a Pop Art, conhecida como Popular arte americana, além da Optical Art (Op Art), como divisores de águas.

 

Arte contemporânea vai se destacar dando continuação e novos rumos para as expressões artísticas da arte moderna, como o expressionismo, cubismo e dadaísmo.

 

Por isso, é também conhecida como arte pós-moderna.

 

Alguns elementos da arte moderna se tornaram base para esse novo movimento.

 

Por exemplo, o ready-made do dadaísmo, que teve o uso de seus objetos ressignificados. 

 

Neste momento, a ideia e a ressignificação dos objetos passam a ter uma grande importância dentro da produção contemporânea. 

 

Então, bora conhecer melhor esse movimento e começar a estudar para o Enem?

cupom desconto vimdoblog

Quais as características da Arte Contemporânea?

características arte contemporânea

Um dos pontos bacanas sobre a Arte Contemporânea é que podemos encontrá-la nas ruas e não somente em museus e galerias.

 

Possui, como uma das características essenciais, expressões e técnicas que incentivam uma reflexão subjetiva sobre a arte.

 

Ela também se tornou uma forma inovadora de expressão, principalmente pela variedade de materiais, com produções diversificadas e antenadas com os acontecimentos do cotidiano. 

 

Mesmo tendo valores da Arte Moderna, como o desejo pelas invenções e pelas experimentações artísticas.

 

A Arte Contemporânea passa a valorizar a atitude, o conceito e a ideia, além de suas produções serem mais efêmeras.

 

A liberdade de expressão do artista se tornou ainda maior, podendo até mesmo fazer uso do corpo para se transformar em arte e intervir no cotidiano das pessoas.

 

Existe a possibilidade da utilização de diversas linguagens artísticas em uma determinada produção, como a pintura, o teatro, a literatura, a dança, as instalações, a tecnologia e muitos outros recursos.

 

Seu avanço em relação a arte moderna se deu exatamente sobre um novo espaço para uma diversidade de estilos, perspectivas e técnicas, trazendo novos valores sobre a mentalidade artística.

 

Por isso, dentre das suas características principais, estão o abandono de padrões, mistura de vida e arte, efemeridade, junção dos estilos artísticos e interatividade com a obra.

 

Além disso, também vale ressaltar que ela trouxe mais questionamentos sobre a definição da arte, trouxe reflexões sobre a importância da cultura popular e aproximação com o público em geral.

 

Massa, né? Quer ver como você pode encontrar ela no seu cotidiano?

 

Aproveite para anotar no seu caderno, pois são os pontos principais para o Enem.

 

O que é Arte Conceitual?

O que é Arte Conceitual?

A arte conceitual é a herança do dadaísmo, que agora, também, ressignifica o uso de seus objetos, trazendo uma ideia sobre eles.

 

Surge no início da década de 60 e traz consigo o conceito de que a ideia por trás da obra tem uma importância maior do que a estética do objeto.

 

Ela entende que a essência da obra é a sua definição, dando relevância para a sua linguagem artística.

 

Além disso, faz uma crítica ao formalismo, que considerava que os valores estéticos se definiam por si só.

 

Por exemplo, a Obra Uma e Três Cadeiras, de Joseph Kosuth.

 

A experimentação de Joseph Kosuth é um dos exemplos claros sobre a arte conceitual, a qual ele quis trazer para o cenário artístico uma ideia e não apenas a forma.

 

Para conseguir tal feito, o artista explorou o objeto em três representações:

 

  • um objeto em si,
  • uma foto do objeto e, por fim,
  • o recorte do significado de cadeira no dicionário.

 

Kosuth buscou todas as possibilidades sobre o objeto cadeira, como a forma de esse objeto para ser utilizado, a representação imagética através da fotografia e a representação verbal por meio do dicionário. 

 

O artista busca questionar as formas como as representações e os relatos de um tema se relacionam com ele mesmo.

 

Além disso, busca entender como essas relações são compreendidas e se algum formato tem mais valor que o outro. 

 

Outra reflexão importante é de que forma o espectador reage ao objeto exposto.

 

Como fica em sua mente que a mesma cadeira que ele utiliza para sentar e almoçar, também se tornou arte?

 

As intervenções urbanas da arte contemporânea

As intervenções urbanas da arte contemporânea

As intervenções têm o propósito de criar um questionamento e transformar a vida cotidiana. 

 

As intervenções costumam particularizar lugares, estabelecer marcas e recriar paisagens.

 

Dentre as mais diversas, estão pinturas, esculturas, inserções de cartazes, performances em locais específicos etc.

 

Elas fazem com que as pessoas parem sua rotina para questionar, criticar ou apenas contemplar a obra.

 

Além disso, buscam provocar questionamentos políticos, estéticos, sociais e  ideológicos.

 

No Brasil, um dos grandes artistas dessa vertente da arte contemporânea é o paulista Eduardo Srur.

 

Por exemplo, chamando atenção sobre a poluição do rios, na cidade de São Paulo, através de diversas obras, como a série chamada PETS.

 

Como funciona uma instalação artística

como funciona instalação artística

As instalações artísticas surgem nos anos 60, buscando promover uma interação entre a obra e o espectador. 

 

Elas normalmente são realizadas dentro de museus e galerias, porém podem ser realizadas ao ar livre.

 

Vale ressaltar que este movimento ganhou o nome de instalação artística no início dos anos 60, porém, décadas atrás ela já era realizada.

 

Por exemplo, o artista Marcel Duchamp, entre os anos de 1938 e 1942.

 

Ele elaborou artes em que se apropriou do espaço, como a obra Milhas de Barbante, na figura acima.

 

As performances na arte

as performances na arte

Na arte contemporânea, um dos grandes destaques é a performance.

 

Considerada uma vertente híbrida que faz a junção de diversas artes, como dança, teatro, artes plásticas etc.

 

Durante uma performance, o artista utiliza o seu próprio corpo em cena.

 

Ou seja, ele inclui-se na arte como objeto de reflexão, ele é obra e artista ao mesmo tempo.

 

Além disso, ela não tem local para ocorrer, podendo inclusive ser realizado em uma instalação artística.

 

Dentre os grandes nomes da performance, está Marina Abramovic, com a perfomance “A artista está presente”.

 

Nesta performance, ocorrida no ano de 2010, no Museu da Arte Moderna de Nova York, a artista desenvolveu um novo conceito.

 

Nele, a artista ficava sentada em uma cadeira por horas, enquanto várias pessoas passavam em sua frente, enquanto alguns olhares se cruzavam.

 

Um dos momentos mais emocionantes foi quando ela reencontrou seu parceiro Ulay, que ela não conversava há 20 anos. 

 

O marco dessa performance foi as diversas reações que ela despertava em alguma pessoa que se propunha a encará-la. 

 

Mapa Mental de Arte Contemporânea

mapa mental arte contemporânea

 

 

É isso, pessoal! Assunto show de bola e que vale a pena ficar de olho para o Enem.

 

Aproveita e corre para dar uma olhada no nosso guia geral de Artes, para já incrementar o conteúdo!

T SHIRT EXPLICAE

 

Ah, olha só, o Enem está aí!

 

Então, não dê bobeira na grande chance de se dar bem na prova. Vem estudar com a gente!!

 

Utilize o cupom VIMDOBLOG e se joga, meu bemm!!

 

Até a próxima! 😉

Comentários