A nota do Enem permite que você participe de uma série de processos de seleção, como:

  1. Ingressar em uma universidade pública, através do SiSU.
  2. Ingressar em uma universidade particular, substituindo o processo seletivo.
  3. Participar do processo de bolsas parciais ou totais através do ProUni.
  4. Participar do processo de financiamento (total ou parcial) das mensalidades de instituições privadas através do FIES.
  5. Participar de processos seletivos de instituições públicas que utilizam a nota do Enem como parte da nota ou como primeira fase.
  6. Conseguir descontos ou bolsas em instituições privadas (na matrícula e nas mensalidades do curso).
  7. Participar de processos seletivos de instituições públicas que não estão no SiSU.
  8. Ingressar em instituições do exterior.

 

O QUE SIGNIFICAM ESSAS NOTAS? FUI BEM OU FUI MAL?

 

As notas do Enem não são calculadas simplesmente pelo número de acertos em cada área de conhecimento, mas pela Teoria de Resposta ao Item (TRI).

Nesse modelo, é avaliada, além do número de acertos, a qualidade das respostas certas obtidas (medida da proficiência).

 

O TRI, por exemplo, é capaz de identificar se as respostas dos alunos são coerentes com o nível de conhecimento que ele demonstra, permitindo até identificar o acerto casual (“chute”).

 

“No cálculo da nota, o modelo matemático da TRI usado no Enem considera a coerência das respostas corretas do participante. Espera-se que participantes que acertaram as questões difíceis devam também acertar as questões fáceis, pois, entende-se que a aquisição do conhecimento ocorre de forma cumulativa, de modo que habilidades mais complexas requerem o domínio de habilidades mais simples. Lembrando que o posicionamento das questões na escala de proficiência é determinado a partir das respostas dos estudantes”. 

FONTE: GUIA DO PARTICIPANTE. ENTENDA A SUA NOTA DO ENEM/INEP.

Fica claro, então, que alunos com o mesmo número de acertos podem ter notas diferentes, a depender da coerência desses acertos, e até um aluno com menor número de acertos pode ter uma nota maior do que outro com maior número de acertos.

 

Segue um exemplo de alunos do Explicaê

aluna acertos tabela linguagemEnem 2020

Além disso, as notas podem sofrer variação de um ano para o outro, a depender do grau de dificuldade da prova. Podemos ver isso no exemplo abaixo:

 

notas enem tabelaFonte: Microdados do ENEM 2019.

 

Também podemos ver isso nas médias, notas mínimas e notas máximas do Enem 2020, comparadas aos anos anteriores:

media notas enem tabela

Fonte: INEP

Exemplos práticos de como as notas máximas impactam em relação às notas cortes do SISU:

Vale lembrar que o SiSU 2018 e o 2019 se referem às notas do ENEM dos anos 2017 e 2018, respectivamente.


Comparando a tabela Notas do ENEM com as seguintes notas de corte do SiSU, inferimos que, com o aumento das notas máximas, as notas de corte dos cursos mais concorridos também tendem a aumentar.

nota sisu seleção tabela


As médias das notas do ENEM 2020 apresentaram, de forma geral, um aumento em relação ao ano passado, já as notas máximas e mínimas, com exceção de Humanas, sofreram uma leve redução.

 

Mas você deve estar se perguntando: Como isso impacta no meu resultado de 2020?


Juntando essas informações com o resultado apresentado por alunos que nos passaram o número de acertos juntamente com as notas por eles obtidas, podemos inferir que as notas  do Enem 2020 deverão ser muito parecidas com as do ano anterior e, portanto, as notas de corte tendem a ser as mesmas variando com uma margem de erro em até 3 pontos em relação ao SiSU 2020 (notas do ENEM 2019).


Vale ressaltar que, nos cursos com peso na área de Humanas, as notas podem subir até um pouco mais, tendo em vista um aumento na nota máxima se comparado a 2019. Já os cursos das áreas de Saúde e Exatas tendem a seguir a variação que citamos anteriormente.


Separamos uma planilha com as notas de corte de mais de 35.000 cursos espalhados pelo país

botão nota de corte

 

E A NOTA DA REDAÇÃO?

 

A Redação não é corrigida pelo modelo do TRI. Sua nota mínima é zero e sua nota máxima é 1000. A Redação é corrigida avaliando 5 competências, em 6 níveis (0, 40, 80, 120, 160 ou 200 pontos).

 

A nota final do aluno é dada pela soma das notas obtidas em cada uma das 5 competências. A desobediência a algumas regras levará à nota zero.

Receberá nota zero, em qualquer das situações expressas a seguir, a redação que:

  1. Tiver até 7 (sete) linhas escritas, sendo considerada “texto insuficiente”.
  2. Fugir ao tema ou que não atender ao tipo dissertativo-argumentativo.
  3. Apresentar parte do texto deliberadamente desconectada do tema proposto.
  4. Apresentar nome, assinatura, rubrica ou outras formas de identificação no espaço destinado ao texto

 

Critérios de Correção de Redação:

O que cobra cada competência: 

  1. Demonstrar domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa;
  2. Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa;
  3. Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.
  4. Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.
  5. Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

 

Como é feita a correção: 

 

A redação é corrigida por dois avaliadores que devem analisar o desempenho do participante de acordo com as cinco competências e atribuir uma nota entre 0 e 200 pontos para cada uma das competências. A nota final do participante será a média aritmética desses pontos, que pode chegar até 1000.

 

Quando a redação está em processo de correção, os dois avaliadores não têm conhecimento da nota atribuída pelo outro. Se houver uma diferença maior que 80 pontos em uma das competências ou maior que 100 pontos na soma final, a redação passa por um terceiro corretor. Neste caso, se o terceiro corretor e os outros dois examinadores não chegarem a um acordo, a redação deverá ser corrigida por uma banca examinadora, composta por três professores que darão a nota final.

 

Processo de Correção: 

organograma correcao enem redacaoFonte: instruções da redação na prova oficial do Enem 2019


Notas da Redação na edição do ENEM 2020:

Temas abordados

Foram três versões em 2020. Os temas foram os seguintes:

  • Enem impresso (1ª Aplicação): “O estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira”
  • Enem impresso (2ª Aplicação e PPL): “A falta de empatia nas relações sociais no Brasil”
  • Enem digital: “O desafio de reduzir as desigualdades entre as regiões do Brasil”

 

Em redação, a nota média desse ano foi de 588,74. O número de candidatos com nota 1000 caiu drasticamente de 53 para 28 em relação a 2019. O número de redações nota zero diminuiu de 143.736 para 87.567.

 

Nesse ano, dos 87.567 participantes, 3,22% zeraram a Redação.

 

Razões:

  • fuga ao tema – 0,93%
  • cópia do texto motivador – 0,46%
  • texto insuficiente – 0,19%
  • não atendimento ao tipo textual – 0,17%
  • parte desconectada – 0,17%
  • redações em branco – 1,12%
  • outros motivos – 0,17%

 

Cronograma do SiSU:

  • Inscrições: de 6 a 9 de abril
  • Resultado da chamada única: 13 de abril
  • Matrícula ou registro acadêmico: de 14 a 19 de abril
  • Manifestação de interesse em participar da lista de espera: de 13 a 19 de abril



Se restar alguma dúvida, abra um atendimento no chat do site. A gente tá aqui pra isso mesmo, tá?

Beijão!

Comentários