assinatura

 

Olá, vestibulande! A gente já falou sobre cada parte do texto dissertativo-argumentativo modelo Enem: introdução, desenvolvimento, conclusão. Agora vamos compreender o texto como um todo, vamos observar como se faz um planejamento do texto dissertativo-argumentativo. Quer garantir a nota mil? Então, o primeiro passo é vir com a gente e pegar papel e caneta para anotar tundinhooo. Um spoiler:  tem mapa mental hoje, my friend!

 

Mapa mental

Pois é, bb! Eita que mimo! Haha Não sei de você, mas minhas ideias ficam claras quando colo tudo no papel. O mapa mental, para redação, é a estrutura que eu tenho que preencher, mentalmente, antes de escrever.

Dessa forma, arquitetamos o nosso texto para evitar possíveis falhas. Já pensou você traz os argumentos/problemas na introdução e percebe que não os consegue desenvolver ou atribuir uma solução!? 🙀

 

solucao

 

Darei um presente a você que é vestibulande:

Ah, só para constar, o mapa mental que deixarei aqui não é o único modo de escrever a redação do Enem. É apenas mais um modelo de estrutura mental. O tempo que se gasta para fazer a redação usando meu mapa mental é menor (#Ficaadica hihi).

Espero que goste deste presente. Vamos lá…

 

dica

 

Agora, vamos colocar as ideias no papel!

Agora começa a parte de nossa organização que será feita no papel. Já estamos preparados para construir o mapa mental para que você possa criar o seu. Vamos lá!

Costumo dizer que a redação é como a vida, para tudo há um início, meio e fim.  Dividindo as ideias em três partes, você organizará os parágrafos e lembrará de pontuar cada frase de cada uma das partes. Trabalhemos, então, com o número três (introdução, desenvolvimento e conclusão/proposta de intervenção).

 

Mas o que tenho que fazer antes de escrever?

 

escrever

 

Introdução:

Como no primeiro beijo, deve haver química nesse primeiro contato entre o/a corretor(a) e a sua redação. Faça bonito para conquistar logo seu/sua corretor(a)/leitor(a). Faço assim:

Primeira frase = eu apresento o tema. (primeiro ponto continuativo)

Segunda frase = eu apresento a tese. (segundo ponto continuativo)

Terceira frase = eu cito dois argumentos que comprovam a tese. (primeiro ponto parágrafo)

A apresentação do tema pode ser feita de diversas formas, escolha a que desejar, só não se esqueça de que, ao apresentar o tema logo na primeira frase, você evita a fuga do tema. Sua apresentação pode ser: uma referência histórica ao tema, a citação de um filme que trata do tema, a citação de um livro que trabalha o tema em suas páginas etc. E como essas citações são exemplos de repertório sociocultural, vou lhe dar o conceito e alguns exemplos desse tipo de repertório e o porquê de ele ser tão importante para a nossa redação. Mais três passos…

 

Orientação geral:

Propor uma tese (ideia que você defenderá no texto = introdução) + explicar os fatores que comprovam essa tese (desenvolvimento). 

Para que fique claro o raciocínio, deixarei um esquema aqui usando o tema: O poder transformador da educação. Vamos lá.

Primeiro faça a tese, ou seja, escolha uma ideia sobre o tema. Por exemplo: A educação de qualidade é capaz de mudar a vida de muitos alunos.  Na segunda etapa, na introdução, você deve colocar a apresentação do tema + a apresentação da tese (a ideia que você defenderá no desenvolvimento) + a citação dos argumentos que você trabalhará no desenvolvimento. (= delimitação do problema, ou seja, citar, na introdução, os argumentos/problemas que confirmam sua tese).

Na sua mente, você precisa se perguntar: Por que a educação de qualidade é capaz de mudar a vida de muitos alunos? As respostas que você encontrar são seus argumentos/ delimitação dos problemas. Por exemplo:

Argumento 1/ problema 1 = porque é possível sair do círculo da pobreza a partir do acesso a uma educação de qualidade.

Argumento 2/ problema 2 = porque o acesso à educação transforma a forma de enxergar criticamente a realidade, tanto no contexto social quanto político.

Parte final =

Pronto, temos os argumentos que devem ser explicados no desenvolvimento. Por favor, lembre-se de que é preciso explicar os argumentos detalhadamente. Não esqueça de colocar, ao longo do desenvolvimento, as palavras explicativas: porque, pois, visto que etc. Elas nos obrigam a sair explicando os argumentos.

Para ilustrar os argumentos, aí sim aparecem os exemplos, as contextualizações e as frases de autoridades sobre determinados assuntos que servem para reforçar suas explicações sobre os argumentos. Mas que fique claro em seus estudos: se você não tem uma opinião formada sobre o tema, ainda há tempo de estudar a temática antes de escrever para você poder ter repertório cultural e argumentar/explicar bem suas ideias. O resto é prática. Por isso, não deixe de fazer sua redação toda semana, para internalizar a estrutura e melhorar seu conteúdo da redação.

Pois é, chuchu, chegamos ao fim do blog 😥. Mas não se preocupe se eu volto já, já com mais um! 😆 Espero que você tenha aprendido direitinho tudo que mostrei hoje!

Ah, já ia esquecendo de avisar que você pode testar a plataforma Explicaê por 7 dias de graça.

E com o cupom VIMDOBLOG, você tem 20% off em todos os planos.

Curtiu? Então clique agora no botão abaixo!

 

cupom-desconto-20-porcento

Comentários