Fala, querido! Hoje vamos dar um pulo em Geografia para falar sobre urbanização no ENEM!

 

Então, é importante que você já pegue o papel e caneta e se jogue para estudar em casa.

 

Afinal, urbanização, é um dos assuntos que mais caem no ENEM! Não vai querer ficar de fora, né?

 

Para começar, eu já imagino que você já deve imaginar um pouco sobre o que se trata essa palavra!

 

O tema urbanização está completamente ligado ao desenvolvimento das cidades, êxodo rural, industrialização e tudo mais! 😉

 

Então, bora entender melhor?

 

cupom-desconto-10-porcento

O que é Urbanização?

 

Dentro da prova de Humanas, urbanização no ENEM gira em torno de todo o processo e suas consequências. Para a prova, o assunto vai além dos conceitos técnicos.

 

O processo de urbanização é a transformação que ocorre através do crescimento da população urbana. Muitas vezes, acontece por causa da migração do homem do campo para a cidade em busca de melhores condições de vida.

 

Outro ponto interessante é que, em geografia, a urbanização aconteceu a partir da Revolução Industrial, de forma lenta até o início do século XX. Mas, após a Segunda Guerra Mundial, muitos países desenvolvidos conseguiram concluir o processo.

 

É neste mesmo período que os países subdesenvolvidos sentem melhor o processo de urbanização, entre eles, o Brasil. Mas para você entender melhor o que é urbanização, vale compreender a diferença entre urbanização e crescimento urbano.

 

Vem comigo!

 

Qual a diferença entre urbanização e crescimento urbano?

 

Essa dúvida é bem simples! A urbanização está atrelada ao crescimento da população urbana. Quando a quantidade da população rural diminui e a da urbana cresce, estamos falando de urbanização.

 

Vale ressaltar que a migração muito acelerada e alta do homem do campo para a cidade, é considerada êxodo rural. 

 

Crescimento urbano diz respeito ao desenvolvimento da própria cidade sem ligação com a área rural. Por exemplo, quando diminui os índices de mortalidade, enquanto a taxa de natalidade aumenta. 😉

 

Não disse que era tranquilo?  Então, vamos nos aprofundar um pouco e entender como funciona nos países desenvolvidos e nos subdesenvolvidos!

 

Como funciona o processo de urbanização nos países desenvolvidos?

 

Primeiro, vale ressaltar que existem dois fatores ligados ao processo de urbanização:

 

  • Atrativos: relacionado às questões que atraem as pessoas para as cidades.
  • Repulsivos: relacionado às questões que repelem o homem do campo.

 

Analisando os contextos da atualidade, em países desenvolvidos, muitas pessoas foram atraídas pela industrialização. Inclusive, no campo também ocorreu uma modernização trazida pela indústria que fez o homem ser substituído por maquinários agrícolas.

 

Mas um grande ponto sobre o processo de urbanização desses países, é que ele foi realizado de forma gradativa. Isso permitiu que as cidades se estruturassem de forma mais organizada para receber as pessoas do campo e se desenvolver melhor.

 

Essa estrutura permitiu, inclusive, que as regiões se ajudassem. Essa cooperação permitiu, por exemplo, que os mercados fossem mais distribuídos, evitando a centralização deles.

 

Como funciona o processo de urbanização nos países subdesenvolvidos?

 

Nos países subdesenvolvidos, o processo de urbanização foi muito diferente dos países desenvolvidos.

 

Você precisa entender, por exemplo, que a precariedade do campo há alguns anos era tremenda, além de terem poucos incentivos governamentais para sua estruturação.

 

Por isso, o que leva a urbanização foram os fatores repulsivos do campo. Porém o grande problema é que as grandes metrópoles nunca estiveram planejadas para receber uma migração rural desse nível.

 

Isso fez com que o fenômeno do processo de urbanização fosse caótico e centralizado. Nesse cenário, tanto o campo como as cidades se tornaram precárias, com baixas qualidade de vida e infraestrutura.

 

Os problemas das metrópoles devido à migração são chamados de macrocefalia urbana. Ela ocorre quando acontece uma desproporção entre a quantidade de habitantes da cidade e dos serviços que ela pode oferecer.

 

Quais são os problemas urbanos?

 

Apontar diretamente uma lista de problemas urbanos seria um trabalho sem fim. Poderíamos começar pela pobreza absoluta, um problema que atinge 25% da população urbana, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU). Mas os problemas urbanos são incontáveis, juntando várias análises.

 

A crise vai desde o crescimento desordenado e moradias inadequadas até violência, saúde precária, poluição e falta de educação. Os problemas urbanos são diversos, mas claro, existem proporções diferentes entre os países desenvolvidos e subdesenvolvidos.

 

Existem problemas que poderiam ser evitados através de políticas públicas e campanhas de conscientização maiores, como os relacionados aos impactos ambientais. Os problemas ambientais estão muito ligados aos hábitos do mundo capitalista, no qual o consumismo é desenfreado.

 

Também podemos falar sobre o trânsito que causa poluição sonora e atmosférica, além dos diversos acidentes que resultam em mortes. Ele também pode causar estresse, insegurança e crise de ansiedade.

 

Mas o repertório é imenso, pois os problemas das cidades também. Vale a pena ficar de olho nos noticiários, pois todo esse cenário pode ser tema de questão de prova ou até repertório para redação! 😉

 

Definições importantes em Urbanização

Na matéria de urbanização, é importante você se ligar em alguns conceitos na hora de estudar para o ENEM. Então, continue com a caneta e anota a lista! 😉

 

Gentrificação: Processo de transformação relacionado aos bairros periféricos, onde normalmente seus moradores são retirados do local para dar lugar a uma área nobre.

 

Metrópole: Considera a principal cidade de um país ou região, onde se concentra a melhor infraestrutura e equipamentos urbanos, podendo ser chamada de “cidade mãe”.

 

Conturbação: É o encontro ou união entre duas ou mais cidades devido ao crescimento horizontal. Dessa forma, acaba surgindo as regiões metropolitanas.

 

Megacidades: São os centros urbanos com mais de 10 milhões de habitantes, existem diversas megacidades espalhadas pelo mundo. No Brasil, temos São Paulo e Rio de Janeiro.

 

Cidades Globais: São considerados os centros financeiros do mundo, fazendo uma ligação entre todo o mundo capitalista. Normalmente possuem os melhores equipamentos urbanos e concentram as sedes de instituições que controlam o mundo, por exemplo, as bolsas de valores.

 

Hierarquia Urbana: Relacionada à influência que as cidades menores sofrem em relação às cidades maiores. Segundo o IBGE, a hierarquia existe desta forma: cidades globais, metrópoles nacionais, metrópoles regionais, Centros Regionais e Subcentros Regionais.

 

É isso, querido! Espero que tenha gostado do conteúdo!

 

Aproveita para dar um pulo no nosso guia de geografia e ver as demais matérias que temos lá! E caso queira dar aquela revisada com os melhores professores de pré-vestibular do Brasil, é só assinar a nossa plataforma!

 

Utilize o cupom de desconto VIMDOBLOG  e ganhe 10% off! Vem com a gente!!!! Te espero lá e até a próxima! 😉 

cupom-desconto-10-porcento

Comentários