Metabolismo é o conjunto de transformações químicas que acontece durante toda a nossa vida!

 

Ou vai me dizer que você nunca ouviu alguns termos como metabolismo acelerado, metabolismo lento, entre outros? hahaha

 

Então, é exatamente sobre isso que vamos tratar. Se ligue: é um dos assuntos que mais caem no Enem!

 

Pega papel, caneta e simbora!

cupom desconto vimdoblog

O que é metabolismo?

De uma forma mais simples, podemos dizer que o metabolismo é o conjunto de todas as reações que ocorrem nos seres vivos.

 

O metabolismo está presente em todos os seres vivos e suas variações químicas garantem as necessidades estruturais e energéticas desses seres. 

 

Ele ocorre, por exemplo, quando moléculas de aminoácidos se unem para formar as proteínas necessárias para o organismo. 

 

Outro exemplo é quando as enzimas digerem o alimento no intestino. 

 

O metabolismo divide-se em: 

 

 

  • Catabolismo: Reações que provocam a quebra de substâncias. Ex.: respiração aeróbica, fermentação, digestão entre outros.

Essas reações, por exemplo, são as que garantem a queima rápida de energia e perda de peso.

 

 

  • Anabolismo: Reações que provocam a síntese (produção) de substâncias. Ex.: fotossíntese, quimiossíntese, fotorredução entre outros. 

 

Aqui, no caso, é quando ocorre o desenvolvimento de mais substâncias que a galera aproveita para ficar musculosa ou ganhar uns quilinhos a mais. 😉

 

O que é Metabolismo Energético?

o que é metabolismo energético

Agora, ao falarmos de metabolismo energético, estamos falando do conjunto de reações químicas que buscam satisfazer a necessidade energética de um ser vivo.

 

Por exemplo, a quebra de biomoléculas, a produção de energia, além da conversão de moléculas dos nutrientes entre outras.

 

Afinal, todos os seres vivos gastam energia e necessitam de sua reposição, como as plantas e seus processos de fotossíntese.

 

Um dos processos do metabolismo energético é feito através de reações do metabolismo nas células que se dividem em:

  • Endotérmicas: Precisam receber energia. Ex.: Fotossíntese e Quimiossíntese.
  • Exotérmicas: Liberam energia. Ex.: Respiração, Fermentação.

 

A respiração e a fotossíntese são as reações mais importantes para a maioria dos seres vivos.

 

Mas antes de falar delas, vamos entender melhor sobre a famosa ATP.

 

O que é Trisfofato de Adenosina (ATP)? 

 

Calma, será bem rápido haha.

 

Nada mais é do que a principal molécula transportadora de energia nos seres vivos.

 

Ela armazena energia em suas ligações – parte da energia desprendida pelas reações exotérmicas e tem a capacidade de liberar, por hidrólise, essa energia armazenada para promover reações endotérmicas. 

 

Desta forma:

o que é atp

É praticamente uma mágica! Suas reações de hidrólise garantem a maior parte da energia que o metabolismo precisa.

 

O resultado final das suas reações geram ADP (adenosina difosfato): fosfato e energia.

 

Como funciona a Fotossíntese?

Como funciona a Fotossíntese?

É o principal processo autotrófico realizado pelos seres clorofilados, representados por plantas, alguns protistas, bactérias fotorredutoras e cianobactérias.

 

Os seres fotossintetizantes são fundamentais para a manutenção da vida em nosso planeta, pois são a base das cadeias alimentares e produzem oxigênio.

 

Lembra de que falamos de ATP? Então, uma parte da energia química que rola na fotossíntese também será armazenada nas moléculas de ATP.

 

De maneira geral, é o processo responsável pela conversão da energia solar em energia química para realização da síntese de compostos orgânicos.

 

Sua fórmula geral é:

 

6CO2 + 12 H2O  🡪 LUZ E CLOROFILA 🡪 C6H12O6 + 6O2+6H2O

 

E a fotossíntese ocorre da seguinte maneira:

como ocorre a fotossíntese

Como você pode observar, a fotossíntese possui duas reações que são:

 

 

  • Fotoquímica (reação de claro) – Necessita de energia luminosa.

 

OBS.: A clorofila reflete a luz verde e absorve com maior eficiência os comprimento de onda das luzes azul e vermelha.

 

 

  • Química (reação de escuro) –  Não necessita de luz, mas sim dos produtos formados na fase fotoquímica.

 

 

Alguns pontos são interessantes sobre o assunto, por exemplo: Você sabia que as partes verdes das plantas são as únicas capazes de realizar fotossíntese?

 

Massa, né? Além disso, o oxigênio liberado por meio da fotossíntese realizada pelos eucariontes e pelas cianobactérias provém da água e não do gás carbônico (Cornelius van Niel em 1930 – bactéria vermelhas sulfurosas)

 

Entre os principais tipos de clorofila, temos: clorofila A, presente em eucariontes e fotossintetizantes e cianobactérias; clorofila B, presente em plantas, algas verdes e cianobactérias.

 

Além delas, também tem a clorofila C, presente em algas pardas e diatomáceas; clorofila D, presente em algas vermelhas; e bacterioclorofila, presente em bactérias fotorredutoras.

 

Galerinha, mas para você ter uma ideia, a clorofila A consegue converter a energia luminosa em energia química para ser estocada nas moléculas orgânicas produzidas. 

 

Porém, as outras clorofilas (B,C,D), apenas amplificam a faixa de luz capturada pelos organismos fotossintetizantes, não podendo substituir a clorofila A.

 

Como funciona o processo da respiração celular?

Como funciona o processo da respiração celular?
A respiração celular é mais um meio que o metabolismo tem para conseguir energia. Além disso, ela pode ser feita de forma:

  • Aeróbia: em que o aceptor final de hidrogênios é o oxigênio.
  • Anaeróbia:  em que o aceptor final de hidrogênio não é o oxigênio e sim outra substância (sulfato, nitrato).

 

Podemos até dizer que a respiração celular e a fotossíntese estão ligadas.

 

Enquanto a fotossíntese transforma a energia solar em energia química, a respiração celular vai permitir a liberação desta energia química no organismo. 

 

Por isso, tanto a fotossíntese quanto a respiração celular são processos do metabolismo importantes para a cadeia alimentar.

 

Na respiração celular, o metabolismo gera energia através da oxidação de uma molécula orgânica, normalmente a glicose.

 

Assim como nos demais processos, uma parte da energia também é armazenada em molécula ATP.

 

Além disso, o processo de oxidação de moléculas na respiração celular se divide em três: 

 

1º Glicólise: Ocorre a quebra de moléculas de glicose e a formação do piruvato no citossol. 

  • Procedimento:
    • Glicose 🡪 2 piruvato: liberação de hidrogênio e energia.
    • NAD 🡪 NADH :energia usada na síntese de ATP.
  • O piruvato é formado entra na mitocôndria e segue para o ciclo de Krebs.

 

ciclo de Krebs: ciclo do ácido cítrico ou ácido tricarboxílico que acontece na matriz mitocondrial.

    • Procedimento:

 

  • Piruvato 🡪 acetil : liberação de CO2 e H.

 

    • Acetil 🡪 Acetil-coenzima A (acetil-CoA) : entra no ciclo de Krebs.
    • Ciclo de Krebs: liberação de CO2, ATP, NADH, FADH2

 

  • Obs.: Todo o gás carbônico liberado na respiração provém da formação do acetil e do ciclo de Krebs.

 

3º Fosforilação oxidativa:  formação de ATP na crista mitocondrial.

    • Procedimento:

 

  • Fosforilação oxidativa: transferência de hidrogênios pelos citocromos, formando ATP e tendo como aceptor final o oxigênio e a formação de água

 

  •  
  • Obs.: O rendimento energético para cada molécula de glicose é de até 38 moléculas de ATP.

 

Ufa! Simples, né galera? Com aquele esqueminha lá em cima, você vai ficar craque nesse ciclo! 😉

 

Agora, vamos para mais uma curiosidade rápida! 😉

 

O que é Metabolismo basal?

o que é metabolismo basal

O metabolismo basal nada mais é do que a energia mínima que um organismo necessita para funcionar.

 

Pois, se considerarmos que 75% da energia produzida pelo nosso organismo vem da alimentação, é importante entender a nossa taxa metabólica basal.

 

Ela medirá o nosso metabolismo e quantidade correta de calorias que devemos consumir para nos mantermos saudáveis. 😉

 

Para isso, existe uma fórmula, tanto para homens quanto para mulheres, em que é possível medir a nossa taxa metabólica. 

 

Olha só:

 

Fórmula da taxa metabólica basal para homens:

66,5 + (13,75 x Peso) + (5,0 x Altura em cm) – (6,8 x Idade).

 

Fórmula da taxa metabólica basal para mulheres:

665,1 + (9,56 x Peso) + (1,8 x Altura em cm) – (4,7 x Idade).

 

Manter esse cálculo em dia é essencial para uma boa performance do corpo, além de te auxiliar em suas metas nutricionais! 😉 

 

Show de bola, né?

T SHIRT EXPLICAE

Espero que tenha gostado deste conteúdo para se manter afiado para o Enem.

 

Porém, não custa nada dar uma olhada no nosso guia do Enem para ver se está por dentro de tudo que precisa, né! 😉

 

Além disso, aproveita para estudar no melhor cursinho online. Utilize o cupom VIMDOBLOG e ganhe um desconto especial! 😉

 

Até a próxima!

Comentários